Centro Paula Souza
Governo de São Paulo
  • |
  • |
  • |

Pesquisar

 
 

Mestrado Profissional em Gestão e Tecnologia em Sistemas Produtivos - Turma 3/2015




Mestrado em Tecnologia: Mestrado Profissional em Gestão e Tecnologia em Sistemas Produtivos - Turma 3/2015
Autor: Denys Eduardo Biaggi
Título: Inovações E Tendências Tecnológicas Na Produção De Etanol De Segunda Geração A Partir Da Cana-De-Açúcar Pela Rota Hidrolítica Enzimática: Um Estudo De Prospecção Tecnológica
Linha de Pesquisa: Desenvolvimento Tecnológico em Sistemas Produtivos

Resumo

BIAGGI, D. B. Inovações e tendências tecnológicas na produção de etanol de segunda geração a partir da cana-de-açúcar pela rota hidrolítica enzimática: um estudo de prospecção tecnológica. nn [130] f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional). Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, São Paulo, 2017.

O presente trabalho tem por objetivo identificar qual é a tendência tecnológica da produção de etanol de segunda geração, a partir do processamento de cana-de-açúcar através da rota hidrolítica enzimática. A metodologia usada foi uma adaptação da metodologia de análise morfológica da tecnologia e do produto proposta por Yoon et al. (2013). O trabalho detalha os procedimentos utilizados para definir as dimensions e os shapes, posteriormente, empregados na caracterização da morfologia do produto e da tecnologia. O produto selecionado para realizar a análise morfológica foi o etanol de segunda geração, a partir da cana-de-açúcar e a tecnologia SHF (Separate Hydrolysis and Fermentation). Além da análise morfológica, foi realizado uma busca de patentes para posteriormente elaborar uma tabela de correlação entre a tecnologia e o produto e ,assim, poder identificar as principais áreas de correlação entre elas. Foi possível verificar a presença de patentes relacionadas a enzimas, fato que revela a importância que o desenvolvimento tecnológico na busca por cepas mais eficiêntes têm para a viabilidade comercial do etanol de segunda geração, a partir da rota hidrolítica enzimática. O desenvolvimento tecnológico na área de bioquímica e de engenharia genética apresentam-se como alternativa para essa melhoria na eficiência. Tanto para o desenvolvimento de microrganismos capazes de fermentar as pentoses e hexoses, simultaneamente, quanto na obtenção de variedades de plantas mais suscetíveis à ação desses microrganismos.


Palavras-chave

Etanol de Segunda Geração. Hidrólise Enzimática. Morfologia.


Download da dissertação completa

  • Twitter
  • Facebook
  • Tumblr
  • YouTube
  • Picasa
  • Snapchat
  • Instagram
  • Linkedin
  • Linkedin
  • Compartilhar
 

Notícias


Mais notícias


 
 

Mapa do Site Mapa do Site

© Copyright 2016 - Centro Paula Souza - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por AssCom